domingo, 12 de fevereiro de 2012

Levei-te, perdida, debaixo da pele, do cabelo que se deixa emaranhar no vento...Levei-te, perdida. Perdida, sim, sem saber que estavas ainda aqui. Sem te saber a olhar a cada movimento meu, a sentir cada vez que fecho os olhos...que adormeço aninhada, sozinha, perdida. Perdida, uma e outra vez, nos passos que andam em círculos, também eles a pisarem-se sem andarem, a tropeçarem para apenas caírem sobre si mesmos.

11 comentários:

O Árabe disse...

De fato. Muitas são as vezes em que, sem perceber, caminhamos ao redor de nossos próprios sonhos. Boa semana, fica bem.

প্রেম বিষ্ঠা disse...

"Perdida, uma e outra vez, nos passos que andam em círculos, também eles a pisarem-se sem andarem, a tropeçarem para apenas caírem sobre si mesmos." just lindo. parabéns por escreveres assim, parabéns por sentires assim, parabéns por transmitires tudo o que transmites. força querida, beijinho grande *

São disse...

Quantas vezes nos perdemos e andamos sem norte nem sentido...

Um feliz final de semana

A.S. disse...

Muitas vezes precisamos perder-nos para nos encontrarmos!...


Beijos,
AL

ana cristina disse...

já tinha saudades de te ler! espero que esteja tudo bem!
beijinhos

Canto da Boca disse...

Andar em círculos, dá uma sensação de perda de tempo e inutilidade.....

:(

Sara Mello disse...

gostei. parabéns, escreves tão bem ... segui :)

São disse...

Bom final de semana, esperando novo texto.
Abraços

প্রেম বিষ্ঠা disse...

não tem problema querida, é uma musica linda, sem duvida :)*

PauloSilva disse...

Por vezes precisamos perder-nos para que alguém, que até agora procurámos, nos venha encontrar *

প্রেম বিষ্ঠা disse...

obrigada querida, estou a tentar mentalizar-me disso mesmo :)

beijinhos *