terça-feira, 20 de setembro de 2016

Lanço-me num abismo. A pedra presa aos pés, a água entra, leva-me , afoga-me. Surda de ti, de todos, do que me mata por dentro.
Deixo-me ir, livre de tudo, ensopada nas palavras que já não tenho que dizer. Muda quando já não preciso de falar. Nem de vos ouvir. Nem de vos ver.

9 comentários:

O Árabe disse...

Sós... quantas vezes nos acode a vontade de assim ficarmos! Boa semana, amiga.

O Árabe disse...

Boa semana, Phoenix! Aguardo o próximo post.

CÉU disse...

Olá, querida amiga!

Como estás?

Espero que seja apenas mais um texto, com as inerentes saudades e nada mais k isso.

Beijinhos e dá notícias.

CÉU disse...

Olá, minha linda!

Estás bem? Aqui, tudo satisfatório.

Quase todos os dias me lembro de ti. Se puderes, diz alg. coisa. Obrigada!

Beijinhos e dias mto felizes.

CÉU disse...

Olá, minha querida amiga!

Como estás? Gostava de saber de ti, como te sentes e se és feliz.

DESEJO-TE UM NATAL DE AMOR E UM ANO NOVO DIFERENTE.

Beijinhos.

CÉU disse...

Olá, querida amiga!

Que é feito? espero k as coisas estejam a caminhar, positivamente.

Beijinhos e dá notícias.

CÉU disse...

BOM ANO E QUE TE SINTAS FELIZ!

CÉU disse...

Olá, minha amiga!

Como estás? Gostava de saber alguma coisa de ti.

Beijos e boa Páscoa.

CÉU disse...

Olá, querida amiga!

Então, como estás? E os reflexos da vida (rs)?

Beijinhos e diz alguma coisa, qdo te for possível!