domingo, 16 de maio de 2010

Espero por ti neste caminho sem fim...
Horizonte que se expande por entre os sonhos,
na consciência da insignificância de mais uma paixão...
Gota de água num mundo perdido,
um sentimento que se desvanece entre todos...
Sigo com as mãos a brisa que me levas,
vento e folhas que me escapam das mãos,
que não voltam ao que já deixaste...

2 comentários:

Isabel disse...

Obrigada e visita sempre que quiseres *

Paula disse...

Sentimentos todos temos um cá dentro ainda que queiramos a todo o custo fazer dele ilusão. Gostei (.