domingo, 31 de outubro de 2010

Lágrimas de chuva...

Gotas de chuva escorrem-me pelo corpo, caminho assim, levemente perdida na tristeza...Talvez hoje não me vejam chorar. As lágrimas confundem-se com a chuva, água em que afogo a alma, mar que me inunda o peito. Continuo a caminhar...olho para trás, as pegadas que ficam marcadas na lama, no passado que me segue, sombra que me aterroriza. Ainda levo o passado agarrado aos pés, restos de pó e de terra que a chuva não limpa. Mais lágrimas que caem, enquanto alguém passa por mim. Confundi-te, desta vez as lágrimas não são mais do que gotas de chuva...

3 comentários:

Doce Melodia disse...

A chuva chegou aqui pra me ajudar a chorar...

=)

Beijos, querida!

Canto da Boca disse...

Vai ver o Tejo é o resultado de muitas lágrimas choradas às escondidas, em meio à chuva??

Lindo texto!

Beijos!!

São disse...

O texto está bom, mas deteeeeesto chuva...até em filmes, rrss

Um abraço.