domingo, 3 de outubro de 2010

Desespero...lágrimas não me deixam ver, não consigo ver o que escrevo, os dedos esfumam-se por entre o negro que me envolve...Fico cega por todos, por ti que nem existes, nesta fuga em que o fim vai ser a queda. Vou cair. Sempre caí, só tenho que correr para o meu destino...Nem isso vejo. A dor trespassa-me os olhos, os ouvidos, a dor tão profunda que me abre o peito num grito...Medo, pavor, a morte que quero que me preencha este vazio...Por favor, preenche-me este vazio. Enche-o de nada que é teu, do fim que não envolva ninguém...Faz-me sentir sozinha. Que os fantasmas se dissolvam, se desvaneçam...leva-os, preciso de sentir-me só. Tão só com este vazio, tão ligada a esse negro, até que sejamos apenas um...

14 comentários:

GarçaReal disse...

A solidão, a tristeza vivem sempre de mãos dadas.
Dias há em que a morte parece que nos afaga...

Está belo mas triste

Bjgrande do Lago

Paula disse...

A isso chama-se generalizar. Em algumas preservam-se os verdadeiros objectivos que são a integração e interacção dos estudantes. E acredita que ainda há sitios onde isso é comprido sem ser cometida humilhação das pessoas e eu por acaso tive mesmo imensa sorte!

Gostei do texto!

Flor de Lys disse...

Perfeito.

O Árabe disse...

O texto é belo. Mas espero que a tristeza logo se desvaneça, e você tenha uma boa semana!

Batom e poesias disse...

Joana, toda dor há de passar.
O bom de escrever, é que pouco a pouco vamos exorcizando nossos corações.
Bjs, querida.

Rossana

Insana disse...

Intenso, forte.

bjs
Insana

São disse...

Boa escrita, mas demasiado triste.

Que a semana seja alegre.

Ps- Seria possível eliminar as letras de verificação? Agradeço o favor, desde já.

m * disse...

Juro que adorei o teu comentário . Obrigada , obrigada , obrigada . Podes ter a certeza , que quando precisares , vou estar aqui , porque sem duvida que as tuas palavras têm sido um grande porto de abrigo para mim . E não estou a dizer isto por dizer , a tua sabedoria realmente me conforta . Espero que esse dia que falas chegue cedo , tanto para mim como para ti . Beijinhos , desejo-te tudo de bom ! *

Insana disse...

"Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças"
Charles Darwin


Bjs
Insana

m * disse...

Bem , e eu garanto-te que nunca pensei receber tanto apoio e admirar tanto alguém que conheço através da internet . Mas sim , o que dizes é verdade , o que postamos são as nossas almas , os nossos problemas , escrever é um refugio , o nosso lado mais intimo , e a partir do momento em que alguém o lê , têm todos os dados sobre nós . Muito obrigada por tudo , juro que nunca me vou esquecer disto . Sempre , podes sempre contar comigo menina . Beijinho *

Brisa disse...

Por vezes é preciso esse ,estar só,mas q seja por pouco,pois o vazio,é negro,um desespero

Um poema muito intenso e belo

Bj.

Pena disse...

Deliciosa e Linda Amiga:
Um texto belo de súplica.
O seu "grito" é de dor poética sublime.
Vá. Força.
Estou para o que necessitar de amizade que a respeita bem como o seu sentir de desespero.
Força. Viva. Encante porque é encantadora.
Vá. Não desanime. Escreve tão bem. Excelentemente.
Beijinhos amigos.
Com respeito e admiração pelo que concebe na minha estima e consideração de uma excelente pessoa de bem.
Com imenso respeito por si e pelo seu sentimento de pureza e beleza.
MUITO OBRIGADO pela ternura no meu blogue que adorei.

pena

Se precisar de algo diga.
Bem-Haja, extraordinária amiga.
FORÇA!

O Árabe disse...

Boa semana, amiga. Aguardo o novo post.

Joana S. *-* disse...

É verdade, o Bob Marley era também um grande cantor! (: