segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Tento que as palavras saiam pela tinta da caneta, palavras de amor, de sentimentos, daquilo que nunca te consigo dizer. Queria tanto que estivesses aqui. Sentir de novo o teu abraço, o entrelaçar de pensamentos que me dás...dos dedos com que me agarras a mão. Palavras. Não as encontro para ti, nunca enquanto o fogo reacende e as mãos deixam-se esquecidas nele.

8 comentários:

Alguém... disse...

Até as palavras nos faltam para eles*

PauloMitchell disse...

Veremos. Muito obrigado Joana.

Uau, este teu post diz-me muito.

Beijo :*

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

plavras que saem e ganham o mundo, mundo cheio de emoções como quele desejo de " sentir de novo o teu abraço"

PauloMitchell disse...

É mesmo :)

mary disse...

è mesmo , gosto deste texto . tocou . beijinho *

Insana disse...

perfeito texto..

bjs
Insana

A.S. disse...

Quanto mais longa for a espera, mais intenso será o momento do reencontro!...


Beijos!
AL

ana cristina disse...

gosto imenso deste teu cantinho :)